Fernanda Chemale

ElefanteCidadeSerpente

Fiesta Casarão, Porto Alegre, 2005.
Ralo, São Paulo, 1996.
Astronauta, Porto Alegra, 1990.
Índio Africano, Rio de Janeiro, 1991.
Metal Caveira, Porto Alegre, 1991.
Boca da Garrafa, Montevideo, 1994.
Corrida, Porto Alegre, 2006.
Skate, Porto Alegre, 2006.
Passeantes
A Dama do Mar, Porto Alegre, 2004.
Cubatão, 1999.
Florianópolis, 2006.
Natal, Garopaba, 2006.
Auto Retrato, Arroio Teixeira, 2002.
Varal, Porto Alegre, 1992.
Stravaganza, Porto Alegre, 2005.

Nas coisas banais do meu cotidiano encontro as imagens de ElefanteCidadeSerpente. Procuro os vestígios do homem urbano e me aproprio de seus objetos e espaços. As situações se apresentam em ações óbvias e casuais.  Explorando vidas humanas, vejo o quanto o anonimato das grandes cidades é particular e como em meu subconsciente tudo se rompe. O que é interior passa a ser exterior, suprimindo a fronteira entre realidade e imaginação.  Construindo essas imagens evoquei outros mundos, sugestionando dimensões de realidade, muitas vezes enigmáticas. Neste ambiente, o espectador é desafiado a decifrá-las.
Fotografia oculta, paradoxal e subversiva.
O abstrato está sobre o figurativo.
O contexto, saturado.
O mundo real é transformado em virtual.             

FotoSeptiembre USA-SAFOTO

Fotograma 2009

 

Deixe um comentário

Você deve estar logado para postar um comentário.